4.8.11

Só por hoje...

Só por hoje, então, você fora do meu copo.
Na garrafa fechada,
Lacrada com rolha,
Guardada no armário.
Só por hoje, então, nenhum gole sequer.
Você longe da boca.
Nem seu gosto nem seu cheiro.
Só por hoje, eu prometo, moderação e sobriedade.
Nada de falta ou crise de abstinência.
Só por hoje, juro, não me embebedo de você.

Nenhum comentário: