10.11.11

Donos

Homem e mulher embriagados pela fome,
despojados,unos em sintonia fina.
Precisavam mergulhar
nos líquidos um do outro,
domesticar a voracidade
e por um êxtase
profundo acalmarem suas feras.
Dois rostos que viraram duas bocas enormes
desejando a verdade entranhada
nos poros sublinhados pelos arrepios…
Línguas, desejos e segredos
ainda separados por algumas
vestes que prestes estavam
a serem abandonadas.
Se querem,se lambem,se bebem.

Donos:
Ele do cio
Ela do sêmem…

2 comentários:

CASAL AMANTES FLORIPA disse...

Que delicia...
Beijos nossos

PP disse...

humm... vc me deixa no cio... ;)