30.1.12

Nua

Caminho em tua direção "em pelo"...
Observo você, também nu
Estendido e satisfeito...
em êxtase.

Nua e em gestos atrevidos
te convido, vem...
Você sorri e continua no lugar,
olhando arteiro...
Provoca com teu corpo o meu...
Estimula meus hormônios
e continua no mesmo lugar, sorrindo...

No meio do caminho, meu olhar sorri...
Nua...
atrevida
e uma cadeira...
Paro e me ajeito...
Vem??

5 comentários:

FilipeSan disse...

Hum... Olha que eu vou.. rsrs

Tenha uma ótima semana!
Grande beijo!

ღ Míìh..ღ disse...

FilipeSan..

Hummm...:)

Beijão otima semana p ti tbm

Eros disse...

Pensamentos e desejos desnudados!
Que delícia...

Beijos

ღ Míìh..ღ disse...

Eros..

Deliciosamente despidos

Beijo

Ari disse...

"A bunda, que engraçada

A bunda, que engraçada.
Está sempre sorrindo, nunca é trágica.

Não lhe importa o que vai
pela frente do corpo. A bunda basta-se.
Existe algo mais? Talvez os seios.
Ora — murmura a bunda — esses garotos
ainda lhes falta muito que estudar.

A bunda são duas luas gêmeas
em rotundo meneio. Anda por si
na cadência mimosa, no milagre
de ser duas em uma, plenamente.

A bunda se diverte
por conta própria. E ama.
Na cama agita-se. Montanhas
avolumam-se, descem. Ondas batendo
numa praia infinita.

Lá vai sorrindo a bunda. Vai feliz
na carícia de ser e balançar
Esferas harmoniosas sobre o caos.

A bunda é a bunda
redunda."

(Carlos Drummond de Andrade)