5.6.12

Então me vens...

e me chegas
e me invades
e me tomas
e me pedes
e me perdes
e te derramas sobre mim com teus olhos sempre fugitivos
e abres a boca para libertar novas histórias e outra vez me completo assim,
sem urgências(...)

Nenhum comentário: