8.8.12

Desejanças

Asfixio meu pensamento
e faço da poesia
monólogo de saudade
do teu corpo sobre o meu

Não tenho saída
senão buscar nos dedos 
solução para a poesia
do gozo aprisionado

Um comentário:

Casa de Anita disse...

E eu não tenho saída a não ser dizer: D++++++++++++++++

Beijos suculentos,

Anita.