5.11.12

Ter você

Você me telefona, diz que está nu, e me distrai de todo o resto.
Enquanto ouço as tuas palavras tiro a roupa também... e penso em todas as coisas boas que a nudez proporciona.
O outro. É isso que a nudez oferece. Escancaradamente.
E não deve existir coisa melhor.
Escolho uma musiquinha chill out e fecho os olhos. Mordo o lábio inferior e esboço um sorriso só na curva do canto do rosto.
Tua nudez deixa a atmosfera tão flutuante que já nem sei onde você começa e onde termina essa neblina que deixa o meu olhar um tanto tonto. Abro os olhos só prá conferir, e quase posso ver a cama desfeita, numa desordem que desequilibra o único risco do sol sobre os lençóis. 
Ainda sinto o cheiro de fruta dos gomos da tua boca.
 
Posso sentir o afago do teu corpo abandonado sobre o meu...
Posso ouvir o gemido, e já nem lembro se era o meu, o teu,
 ou se era da música que incendiava o ar.
Pouco importa, agora o tato é pouco.
A vontade que tenho é de lamber as tuas mãos, ou qualquer outra ternura que me funda a você.
Meu coração improvisa um suspiro, e posso até fingir que não amanheço atravessada por tua ausência.
É que eu nunca sei existir no dia seguinte.

2 comentários:

You and Me disse...

Onwwwww
Que lindo Míìh...
Me encanta ainda mais por eu estar neste estado de paixonite romântica aguda rs
Meus olhos tbm transbordam ao ouvir não só a música do Roberto que como tu tbm considero uma das melhores, ms tbm ao lert-te.
A D O R O!!!
Beijos amiga minha ♥

Edgar disse...

Que descrições deliciosas!!! Que gostoso, cada palavra colocada no lugar, Miih, tu é meeesmo boa nas escritas, que isso!!!
Amor tao gostoso, tao quente, ao som de uma musiquinha booa, que momento mais aconchegante!

beijaaaço guria! ;*