21.2.13

Depois, me tocava devagar, como se não quisesse me despertar, até que eu ficava molhada. 
Ai, seus dedos passavam a se mover mais depressa. 
Ficávamos com as bocas coladas, 
as línguas se acariciando(...)

Nenhum comentário: