31.10.13

Simples assim..

Sou sem eira nem beira
Sou o avesso de mim
Eu me teço, me faço
Eu sou feito de retalhos
De pedaços de vida
Nada sou e sou tudo
Depende de como me vês.
Sou sem simetria e rimas
Sou só a história de mim
Só eu me faço e desfaço.
É simples assim...

2 comentários:

moubarato disse...

e as histórias se cruzam, tudo vira disforme mistura, sem eira, beira, lado, cima ou baixo...somos o avesso, a contramão, a rebeldia...e tudo tem parecido demais careta...aí, fazemos careta de loucos que não são poucos...
...
gostoso receber tua enxurrada de boas... boas para a alma que não descansa...
Vida imensa, alegrias infinitas e paz...beijos astronáuticos nos teus sonhos lindos...mou < : )

Patife disse...

Para quê complicar quando pode ser assim tão simples? O Patife aprovo o teu conceito de simplicidade. ;)