31.3.12

Pecados que me habitam

(...)
Quero pescoço macio
Quero tua ofegância no meu peito
Não quero respiração, quero arrepio
Quero você em mim, de qualquer jeito

Meu corpo se prepara pra ti
Teus dedos pintam flores
Minha calcinha sai daqui
Implorando por seus toques de esplendores

Faz primavera dentro de mim
Mas o que eu quero é verão
Num espasmo delicioso e sem fim
Tudo o que sinto é tesão

Respiração ofegante
Prazer que domina
Mordo os lábios, num movimento iniciante
Essa sensação me fascina

Sua língua passeia por mim
Faz um arco-íris no meu corpo
Meu órgão secreto vira jardim
Você. Beija flores.

Sou sua colorida
Imersa em beijo molhado
Do inferno sou absolvida
Oras, eu só queria um pecado

Nenhum comentário: