16.3.12

Viagem

Primeiro foram os dedos que travaram conhecimento.
Depois os olhos pousaram-me na mão e levaram-na a percorrer
a curva da cintura. 
E a sua boca procurou a minha boca sem sobressaltos e deixou-a depois
para percorrer o meu corpo...

Um comentário:

Litus disse...

E assim começa uma viagem... entre os desejos e devaneios, entre o prazer de receber e o saber oferecer e provocar, aquele fogo incendiário e devorador dos sentidos, emoções, carne, com a alma sem pruridos, entregue, rendida, aos encantos de eróticos e sensuais sentidos a toda a hora despertos, e fustigados pela ânsia de mais.